Hidratação: 10 dicas para incluir a água no seu dia a dia

Apesar de saber que manter a hidratação e tomar água é fundamental para manter a saúde em dia, especialmente no verão, quando enfrentamos altas temperaturas e um clima mais seco, algumas pessoas têm dificuldade de ingerir o líquido na quantidade adequada e, por isso, deixam de aproveitar seus benefícios.

Pensando nisso, a nutricionista Roberta Cassani elaborou 10 informações e dicas importantes sobre a água, para ajudar aqueles que não sentem vontade ou que simplesmente não conseguem incluir a hidratação em sua rotina. Confira:

 

  • Mais importante que contar quantos copos de água tomamos, devemos ficar atentos aos sinais de sede. É importante sempre tomar água ao sentir sede, pois é um sinal que nosso corpo nos envia de que precisa de líquidos.

 

  • Beber água diminui a retenção de líquidos e contribui para a redução do peso. Além disso, de acordo com um levantamento da Universidade Virgínia Tech, nos Estados Unidos, a ingestão de dois a três copos de água antes das principais refeições auxilia no controle do apetite.

 

  • A água também ajuda a regular nossa temperatura corporal por meio do suor, mantendo nossa temperatura estável, mesmo com variações climáticas extremas.

 

  • O ser humano consegue sobreviver sem comida por três semanas; sem água, porém, morreríamos depois de apenas três dias, pois 75% do corpo humano é composto por água.

 

  • A água mantém equilibrados os níveis de concentração de substâncias no sangue, como o sódio e o potássio, fundamentais para a contração muscular.

 

  • A ingestão de líquidos ajuda a manter a pele hidratada de dentro para fora, deixando-a mais vigorosa e com brilho. O ideal é ingerir de sete a oito copos por dia, em horários estratégicos para ir se acostumando, como, por exemplo, meia hora antes do café da manhã e antes das demais refeições. De quebra, esse costume também elimina as toxinas do corpo.

 

  • A água não deve mesmo ter um gosto específico, mas pode ter uma sutil diferença de percepção. Isso ocorre porque ela passa por caminhos em que raspa minerais das rochas e do solo e a concentração desses minerais, o PH e a temperatura são variáveis que alteram o sabor da água. Se o sabor não te agradar, existem formas simples de mudá-lo. Uma dica é acrescentar três rodelas de pepino, cinco folhas de hortelã e um pedaço de gengibre em um litro de água. De quebra, você ainda tem uma bebida detox e que acelera o metabolismo.

 

  • Outra boa dica é para quem prefere as frutas: misture um litro de água com cinco morangos cortados ao meio, duas rodelas de limão siciliano e três folhas de manjericão. A mistura é refrescante e muito perfumada, deixando o ato de beber água uma delícia!

 

  • Beber água ajuda a regular o intestino, pois o sistema digestivo necessita de uma boa quantidade de água para fazer a digestão de forma adequada. Com frequência, beber água resolve os problemas de acidez estomacal e a água, em conjunto com as fibras, pode curar a prisão de ventre que, frequentemente, também é consequência da desidratação.

 

  • Assim como fazemos com os alimentos, se estiver fora de casa, fique atento à qualidade da água. Veja qual a procedência da mesma, se ela foi devidamente purificada antes de ser servida e, mesmo se tiver sido, cheque se não houve contaminação posterior, como garrafas e copos sujos, por exemplo. Uma dica é sempre carregar consigo uma squeeze com água purificada.

 

Imagem: flickr/frankieleon



                                                                                                               Publicidade
Informações do Autor

Bruna Borgheti

Jornalista formada pelo Bom Jesus/Ielusc, de Joinville-SC, é acadêmica do curso de Letras da UniCesumar. À frente da redação das publicações do Grupo Dom7, faz a edição e curadoria de conteúdo do site e já teve suas aventuras pelo mundo corporativo, mas gosta mesmo é de um documento de Word em branco. Tem sugestões pra dar? É ela que você está procurando. Entre em contato pelo [email protected]

1 Comentário
  1. Mauro Barbosa Gomes

    Mauro Barbosa Gomes

    22 de fevereiro de 2017 de 11:25

    No verão do Rio de Janeiro, ou no inverno que aqui é quase a mesma coisa, nada melhor que água, de preferência gelada. E agora com essas dicas sobre os benefícios além de saciar a sede, só peço a Deus que mantenha os reservatórios cheios!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *