Falar em público: 20 Dicas para fazer bonito na sua apresentação

Já encontrei muitas pessoas desmotivadas ou apavoradas por terem que se apresentar em público ou até mesmo numa pequena reunião da empresa. Por isso, resolvi inserir este artigo neste livro de motivação, afinal, algumas pesquisas apontam que o medo de falar em público é tão significativo que chega até a superar o medo da morte.

Insegurança, calafrio, dor de cabeça e desespero, tudo por causa da apresentação na faculdade ou na reunião da empresa. Diversas pessoas ficam literalmente apavoradas, mas, seguindo as dicas abaixo, você irá fazer bonito e surpreender positivamente seus espectadores.

1) Domine o assunto. Conhecer profundamente o tema que irá apresentar é fundamental para o sucesso. Isso trará a confiança necessária para discursar. Caso tenha tempo, estude bastante o assunto, caso contrário é melhor não arriscar.

2) Inicie a fala pelo que é mais fácil. Isso serve como um aquecimento e será vital para você se acalmar, ganhar confiança e, em seguida, deslanchar, sem se lembrar mais do calafrio inicial.

3) Fale com naturalidade. Não caia na tentação de querer imitar alguém. Cada pessoa tem seu estilo e você deve enaltecer o seu. Ajuste seu estilo ao assunto a ser abordado e à platéia que irá escutá-lo.

4) O ideal é falar em público com a mesma naturalidade com que se conversa entre os amigos e os familiares.

5) Varie o tom de voz. Ora mais baixo, ora mais alto, mais rápido ou pausadamente, assim as pessoas não se cansarão e permanecerão prestando atenção a sua fala e conteúdo. E, sobretudo, fale com emoção e paixão. Assim, você irá contagiar os espectadores com sua vibração.

6) Não fique parado no mesmo local. Aproxime-se das pessoas mais interessadas, para que elas se sintam enaltecidas, e também das pessoas desinteressadas ou sonolentas, pois assim as manterá atentas.

7) Tenha hora para começar e para terminar. E, mesmo que a platéia esteja adorando, não se empolgue, termine no horário combinado. Se puder, avise durante a apresentação quanto tempo ainda resta para encerrar.

8) Use o bom humor. Em geral, as pessoas gostam desta didática, mas sem exageros. Cuidado com certas brincadeiras, piadas e palavrões.

9) Faça perguntas durante a apresentação, mesmo que você mesmo as responda. Questionamentos geram maior atenção e interação dos participantes.

10) Use recursos audiovisuais. A tecnologia pode lhe propiciar uma didática moderna, mas não abuse, pois as pessoas estão ali para lhe assistir e não para ver vídeos longos e cansativos.

11) Não caia na armadilha de escrever todo o conteúdo nos slides. A apresentação pode virar uma leitura cansativa, o que passa a impressão de que você não conhece bem o assunto. Além disso, estar preso à leitura pode fazer com que você perca a expressão natural.

12) Dinâmicas normalmente causam interesse e podem ser muito úteis. O filósofo Confúcio já dizia “O que eu ouço, esqueço. O que eu vejo, lembro. O que eu faço, aprendo”. Mas fique atento, pois você deve observar o tempo disponível e o número de pessoas participantes para o êxito de cada dinâmica e, ainda, lembrar-se de concluir o ensinamento para justificar sua utilização.

13) Preste atenção à linguagem não-verbal. O sucesso da comunicação interpessoal não está somente naquilo que você diz, mas em como diz. Segundo a teoria 7-38-55, de Albert Mehrabian, professor emérito de psicologia da Universidade da Califórnia (UCLA), somente 7% do impacto da mensagem decorre de seu conteúdo, 38% da comunicação verbal (intensidade e velocidade da voz) e 55% da linguagem não-verbal (gestos, postura, contato visual). Portanto, durante a apresentação, evite permanecer com a mão no bolso ou encostado em alguma coisa, pois isso pode transmitir insegurança ou indiferença. Também evite ficar segurando algum papel ou objeto, pois, se estiver nervoso, sua mão estará trêmula e o objeto irá balançar, expondo assim sua ansiedade.

14) Acerte no vestuário. Procure vestir-se conforme o seu estilo, mas observando sempre o público que irá assisti-lo, lembrando-se sempre do provérbio: O mundo te trata como ele te vê.

15) Procure ser entendido. O grande objetivo de um orador é ser entendido. Use o vocabulário adequado para quem está assistindo. Linguagem formal ou informal, técnica ou genérica? Números detalhados devem ser apresentados somente em casos que exijam tal procedimento e com a respectiva explicação. Leituras perenes colaboram para um vocabulário diversificado. Citações são bem-vindas, mas sem exageros, e palavras muito técnicas e difíceis devem ser evitadas.

16) Utilize exemplos práticos e histórias. Jesus Cristo ensinava através de parábolas. A teoria, muitos podem esquecer. No entanto, exemplos, casos e histórias permanecem na mente das pessoas por muito mais tempo, principalmente se forem bem contados e forem pertinentes ao assunto que se aborda.

17) Cuidado com a dicção. Pronuncie bem cada palavra. Cuidado para não cortar o final do “r” quando disser pegar, correr, vencer ou, ainda, emendar e cortar o “d” e dizer “comeno” e “fazeno”, em vez de comendo e fazendo. Um bom conselho para evitar isso é ouvir a própria voz. Isso reduzirá os erros. É aconselhável, ainda, tomar bastante água durante a fala para manter a voz nítida e colorida.

18) Domine o espaço físico. Se puder, vá ao local onde irá se apresentar com antecedência e treine por alguns minutos. E, durante a apresentação, procure olhar para as pessoas. Não precisa ficar encarando ninguém, pois os deixará encabulados. Por outro lado, também não fique olhando para o chão. Mire-se na linha dos olhos das pessoas e lembre-se de passar os seus olhos por toda a sala e pelos cantos do auditório para que todos se sintam prestigiados e percebam que estão sendo vistos e notados.

19) Encerre com chave de ouro. Toda apresentação deve ter início, meio e fim. O encerramento deve ser a parte mais impactante, conquistando, assim, a aprovação desejada e deixando um gostinho de quero mais.

20) E, por último, o grande segredo é praticar, persistir e treinar constantemente, afinal, o ser humano também aprende por repetição.

 

 

Erik Penna: Palestrante motivacional, selecionado entre os 25 maiores nomes em motivação do Brasil, autor dos livros A Divertida Arte de Vender e Motivação nota 10. www.erikpenna.com.br

Crédito foto: freedigitalphotos.net/sixninepixels

Informações do Autor

Erik Penna

Ainda sem descrição

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *