Menos burocracia e mais agilidade para abrir empresas em Jaraguá

Você sabia que a Secretaria de Desenvolvimento Econômico já começou a capacitar contadores em relação ao novo Alvará de Licença de Atividades? Criado por Lei Complementar 188/2017, o Alvará de Licença de Atividades tem como principal objetivo que empresas que desenvolvem atividades com baixo grau de risco e de forma exclusiva no cliente (como é caso de muitos prestadores de serviços) poderão ser formalizadas independente das condições da sua residência (habite-se, existência de passeio, entre outros fatores.), pois o endereço informado servirá estritamente para utilização como endereço fiscal e não para o desenvolvimento de suas atividades econômicas. Ou seja, é muito menos burocracia e mais agilidade para abrir empresas no município!

Treinamento com primeira turma de contadores já aconteceu

No sentido de preparar contadores para atender esta nova demanda, a Prefeitura de Jaraguá do Sul, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo, em uma parceria com o Sebrae e o Sindicato dos Contadores de Jaraguá do Sul, capacitou recentemente a primeira turma de profissionais (foto). O curso foi conduzido por dois servidores: o agente de Desenvolvimento Local, Ricardo Amadio, juntamente com o assistente tributário Roberto Braz Nunes. “Esta iniciativa contou com a participação de 30 profissionais e teve como objetivo elucidar a forma correta de interpretar a lista que contempla cerca de 1100 atividades econômicas permitidas, obedecendo as peculiaridades de cada uma delas, apresentar a relação dos documentos básicos e procedimentos necessários para o preenchimento dos formulários e do pedido de viabilidade (REGIN)”, explicou Amadio.

Esta nova modalidade de alvará irá desburocratizar a formalização de uma ampla gama de prestadores de serviços, como por exemplo: Engenheiros, arquitetos, pedreiros, diaristas, instaladores de sistemas de ar condicionado, consultores, representantes comerciais e etc. “Isso irá desburocratizar o processo de formalização de empresas que se enquadrem, propiciar mais segurança aos contratantes desses serviços e fomentar o crescimento da economia em nosso município”, projetou o agente de Desenvolvimento Local.

Texto: Assessoria/PMJS

Informações do Autor

Bruna Borgheti

Jornalista formada pelo Bom Jesus/Ielusc, de Joinville-SC, é acadêmica do curso de Letras da UniCesumar. À frente da redação das publicações do Grupo Dom7, faz a edição e curadoria de conteúdo do site e já teve suas aventuras pelo mundo corporativo, mas gosta mesmo é de um documento de Word em branco.
Tem sugestões pra dar? É ela que você está procurando. Entre em contato pelo [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *