Improviso: antes de começar, é preciso saber como terminar

Cada dia mais empresas estão cumprindo função de escola. Isso não significa que possam se dar ao luxo de levar adiante projetos mal planejados. Uma coisa é preparar o profissional que chega sem base para trabalhar com ferramentas e conceitos novos. Outra bem diferente é se aventurar em iniciativas que não estejam devidamente amadurecidas, com protocolo completo e detalhado para que a equipe saiba executá-las do começo ao final. Em ambientes corporativo não há espaço para improviso de amadores.

O pior dos mundos é a condução de um trabalho que não está bem desenhado por um profissional que não está bem preparado. Quando isso acontece, problemas decorrentes da baixa competência começam a pipocar. A falta de visão da liderança para fazer o diagnóstico
correto do que está acontecendo pode levar o empreendimento ao buraco. Não existe mistério para o fracasso.

Em casos assim, as reuniões internas costumam ser campeonatos de ideias tortas ou inconclusas, com apresentação de novos caminhos, salvacionistas até, mas que não garantem a condução segura até o final. Novos imprevistos se anunciam e trazem consigo ciladas que
podem ser ainda mais comprometedoras. Boa liderança nesse momento é fundamental.

Ser líder significa mostrar segurança, dominar ferramentas de gestão, ter coragem de apontar erros, refazer ou ajustar protocolos sempre que
necessário, identificar integrantes da equipe que ainda não encontraram o foco e estabelecer comunicação clara e objetiva para eliminar dúvidas e reduzir percalços.

Por falta de liderança adequada muitos projetos acabam abandonados pelo meio do caminho, elevando custos e provocando estragos muitas vezes irreversíveis no balanço geral. Empresas nesse nível de compreensão do ambiente de trabalho infelizmente estão muito distantes dos
requisitos básicos necessários para acompanhar a dinâmica do mercado, onde o fator central é fazer mais com menos, ou seja, ampliar a qualidade de produtos e serviços com menos desperdício de recursos. Improvisar sai caro.

RELATED ITEMS
Informações do Autor

Alessandro Natal

Ainda sem descrição

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *