MyHeritage: o aplicativo que descobre quem são os seus antepassados

Quem sou eu? De onde venho? Milhões de brasileiros já podem descobrir de onde vieram seus familiares e antepassados, graças ao MyHeritage.

Uma ferramenta sofisticada na internet ajuda nessa busca, principalmente para quem teve avós e bisavós estrangeiros e quer informações, por pura curiosidade, ou para tirar a cidadania.

É um banco gigantesco de dados de registros internacionais, que pode ser baixado como aplicativo.

MyHeritage, a famosa rede social de história familiar, adicionou 6 milhões de registros históricos brasileiros ao site.

Os usuários se beneficiam do imenso conteúdo histórico e de uma tecnologia que é capaz de procurar coincidências entre as árvores genealógicas de todos os usuários, em segundos, e tudo isto em 42 idiomas diferentes.

myheritage2

Como funciona o MyHeritage

Basta procurar um nome para saber mais sobre seus antepassados.”Com conteúdo exclusivo e resultados precisos nós o ajudaremos a descobrir mais do que você imagina”, diz a página.

A tecnologia de MyHeritage se encarrega de fazer o trabalho de busca para você e pesquisa automaticamente o banco de dados de mais de 75 milhões de usuários.

Ela compara seus dados aos registros e cruza informações. São registros de batismo, de casamento, cartões de imigração e registros civis, cobrindo 17 milhões de nomes brasileiros.

  • Os registros de batismo vão desde 1688.
  • Os de casamento a partir de 1739.
  • Os cartões de imigração a partir de 1900.
  • E os registros civis desde 1829.

Fora do país

Como muitos brasileiros tem raízes na Europa, o site incorporou centenas de milhões de registros de vários países europeus também: Alemanha, Suécia, Holanda, Portugal e Itália são alguns dos exemplos.

Cadastro

Para usar os dados, basta se cadastrar.

Mas, atenção: o site é gratuito por apenas 14 dias, para você conhecer.

Se gostar, são 14 dólares por mês, cerca de 60 reais.

Se a adesão for anual o preço é de 6,25 dólares, cerca de 25 reais.

Texto: Só Notícia Boa
Imagens: Arquivo Público de SP/divulgação

Informações do Autor

Bruna Borgheti

Jornalista formada pelo Bom Jesus/Ielusc, de Joinville-SC, é acadêmica do curso de Letras da UniCesumar. À frente da redação das publicações do Grupo Dom7, faz a edição e curadoria de conteúdo do site e já teve suas aventuras pelo mundo corporativo, mas gosta mesmo é de um documento de Word em branco. Tem sugestões pra dar? É ela que você está procurando. Entre em contato pelo [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *