Cada vez mais perto da cura do Alzheimer: testes começam logo

Um grupo de pesquisadores da Universidade de Glasgow e da Universidade de Ciência e Tecnologia de Hong Kong (HKUST) constataram que a injeção da proteína IL-33 possivelmente conseguirá reverter os sintomas do Alzheimer e o declínio cognitivo dos portadores da doença. A descoberta ocorreu com testes em laboratórios feitos com ratos, cujos sintomas foram revertidos em apenas uma semana.

O próximo passo é realizar testes com humanos, procedimento que deve começar em breve, para verificar a toxicidade da IL-33.

Essa proteína é produzida por vários tipos de células no organismo humano, sendo bastante abundante no sistema nervoso central – cérebro e medula espinhal. Pela pesquisa, publicada na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, a IL-33 parece ter a capacidade de alavancar células imunes no cérebro chamadas microgliócitos, que conseguem limpar o acúmulo de placas amilóide tóxicas, que provocam a doença nos humanos, e ainda impedir que outras se formem.

Segundo os pesquisadores, ainda são necessários estudos para comprovar a eficiência no combate à doença, mas estudos genéticos anteriores já haviam associado mutações da IL-33 com a presença da doença em populações europeias e chinesas.

 

Com informações de: SóNotíciaBoaHypeScience, Universidade de Glasgow e artigo original.
Imagem: NIH/Flickr



                                                                                                               Publicidade
Informações do Autor

Bruna Borgheti

Jornalista formada pelo Bom Jesus/Ielusc, de Joinville-SC, é acadêmica do curso de Letras da UniCesumar. À frente da redação das publicações do Grupo Dom7, faz a edição e curadoria de conteúdo do site e já teve suas aventuras pelo mundo corporativo, mas gosta mesmo é de um documento de Word em branco. Tem sugestões pra dar? É ela que você está procurando. Entre em contato pelo [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *