Muitas vezes em nossas vidas acontecem coisas das quais acreditamos ser “vítimas” e que o mundo está conspirando contra nós. Se não acontece conosco, temos sempre aquele amigo que vive se queixando que ninguém o compreende, que seu chefe não lhe dá oportunidade, que sua esposa não lhe dá o devido valor.

Eu ouço isso quase que diariamente, mas aprendi uma coisa muito importante que mudou totalmente minha visão sobre os acontecimentos, em especial os indesejados: a relação entre causa e efeito, e isso me tem feito mais compreensiva.

Acreditamos sempre ser efeito e não causa. Explico: “Um aluno tem prova no dia seguinte, e na noite anterior ao invés de se dedicar aos estudos, pois tem certa dificuldade na matéria, prefere jogar vídeo game e não vai bem na prova”. Em seguida, esse mesmo aluno reclama com seus colegas de turma que o professor tem implicância com ele, por isso não foi bem na prova.

Agora prestem atenção ao que aconteceu: o aluno sabia da sua dificuldade na matéria, mas preferiu jogar vídeo game a estudar, ele deu causa a sua nota baixa na prova e não o professor.

Nesse caso ele colocou o professor como causa e ele como efeito, como se ele não tivesse responsabilidade nenhuma sobre a situação.

Quantas vezes não fazemos a mesma coisa? Mesmo que inconscientemente? Parece que fomos programados a sempre achar um culpado, para que assim possamos nos sentir melhor.

Estudando a programação neolinguística descobri que posso mudar isso, me colocando sempre como causa e não mais como efeito, me colocando como 100% responsável pelo que me acontece.

Hoje antes de tomar uma atitude estudo todas as possibilidades e verifico qual delas será a mais adequada para mim e para a situação, me colocando como causa deixo de ser “vítima” das circunstâncias.

Se algo não está dando certo, pare para analisar o que você está causando para que a situação permaneça daquele jeito, que tipo de comportamento seu está contribuindo para o resultado indesejado?

Não somos imutáveis, muito pelo contrário somos totalmente movidos à mudança, mudamos toda hora de opinião, de caminho, de amigos, pares…e fazemos isso tentando encontrar o que melhor se encaixe na nossa vida.

Por que então não mudar essa percepção de causa e efeito? Por que querer culpar algo ou alguém por uma coisa que você deu causa?

Perceba em seus relacionamentos se o outro não está apenas reagindo a um comportamento seu, se esse for o caso experimente mudar de atitude, de comportamento, e veja que o outro mudará também.

Tenho ouvido bastante uma frase que para mim passou a ter bastante sentido, e me faz refletir mais no meu comportamento no dia a dia, vou dividir com vocês e espero que faça sentido “Quer mudar o mundo ao seu redor? Então mude primeiro a si mesmo”.

Saia do papel de vítima, seja o escritor da sua própria historia, cause os efeitos na sua vida, posso garantir que agindo assim o seu filme será digno de Oscar, pelo uso dos efeitos especiais.

Ouse ser mais!

Crédito imagem: freedigitalphotos.net/by pakorn

Informações do Autor

Luise Brito

Ainda sem descrição

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *