Como funciona a ressignificação

Segunda a Wikipédia, ressignificação é o método utilizado em neurolinguística para fazer com que pessoas possam atribuir novos significados a acontecimentos através da mudança de sua visão de mundo.

Assim como na neurolinguística, o coaching também utiliza a ressignificação juntamente com algumas técnicas e ferramentas, para que as pessoas tenham uma percepção mais agradável do mundo que as cercam.

Cada coisa que nos acontece poderá afetar mais ou menos mal, ou mais ou menos bem, isso de acordo com a nossa percepção de mundo ou sobre o acontecimento em si.

Quando determinadas coisas ruins acontecem em nossas vidas, achamos que é o fim do mundo, que não vamos aguentar, que o fardo está pesado demais… Aquele dramalhão todo, passado algum tempo, paramos e pensamos – “Nossa ainda bem que aquilo aconteceu”, pois vemos a mesma situação com outra percepção – Isso é ressignificar, é dar sentido positivo ao que era negativo.

Quantas vezes nos aconteceram coisas ótimas, boas, maravilhosas, por que aquela coisa não tão boa aconteceu?  Pare e reflita agora sobre isso.

Tenho uma experiência fantástica que vou dividir com vocês para que vocês possam refletir sobre o assunto.

Uma das minhas grandes vontades era participar da colação de grau na faculdade, quando terminei o curso, logo me informei de todos os procedimentos para o “Grande dia”, no fim não pude participar da colação, devido a problemas particulares, fiquei triste e chateada claro, passado alguns dias fui convidada para participar de um congresso o CONARH (Congresso Nacional de Recursos Humanos) – 2014 isso se deu por que fiz contato com uma escola de formação em Coaching, e devido ao meu interesse no assunto me convidaram.

Chegando lá fui ao Stand da escola, fiz teste de perfil comportamental e fui falar com um Coach para a devolutiva do meu teste, meu perfil me mostrou muitas coisas inclusive que poderia sim ser um profissional Coach, adorei ouvir aquilo, pois era uma coisa que queria muito…. Ela então, me passou todas as informações, quais resultados teria, e o investimento que teria que fazer…. Na época não podia investir tão alto, apesar de querer muito ser Coach.

Fui conversando e tentando ver qual seria a melhor maneira de conseguir fazer o curso, foi aí que perguntei a escola não oferece bolsa de estudo? Ela me disse que sim, mas só para quem é universitário e a bolsa seria de 50%, fiquei interessadíssima, e perguntei como poderia provar que era universitária, ela disse que poderia ser qualquer documento da faculdade com meu nome e universidade desde que não tivesse colado grau.

Cheguei em casa e fui ver o portal do aluno e lá vi praticamente reluzente na tela “concluinte” e não egresso (pois não tinha solicitado ainda o diploma), fiz a impressão e enviei a escola, no outro dia obtive a resposta, Bolsa concedida de 50%, fiz a matricula na hora.

No primeiro dia de curso, foi nos dado o presente da ressignificação. Na hora lembrei como cheguei ali, como valeu a pena não ter participado da colação de grau.

Está vendo como um acontecimento ruim, no futuro poderá ter um significado melhor? Eu tinha a opção de continuar triste e chateada por não ter participado da colação, mas não, ressignifiquei, pois o fato de não ter participado da colação que me possibilitou a formação no curso de coaching.

Na vida de todos é assim, podemos ficar nos lamentando, chorando pelo acontecimento ruim ou podemos sacudir a poeira e dar a volta por cima, e ainda olhar para trás e agradecer pelo acontecimento ruim ter ocorrido e ter feito com o que aprendêssemos ou modificássemos algo que precisava ser aprendido ou modificado.

Percebe que nem tudo que é ruim é realmente ruim?

Quantas coisas aconteceram na sua vida, que na época parecia ser o fim do mundo e que depois se tornou o grande salvador da pátria? Pense um pouco e veja quantas coisas já foram ressignificadas.

Infelizmente a vida não é feita apenas de bons momentos, os ruins fazem parte da vida também, porém podemos colher bons “fruto” deles, se utilizarmos a ressignificação.

Chore o que tiver que chorar, fique triste o quanto for necessário, mas somente o quanto for realmente necessário.

Não faça dramas desnecessários, mude de percepção, veja a situação por outro ângulo, certamente você verá que nem tudo está perdido.

Ressignifique sua vida e seja feliz.

Crédito foto: freedigitalphotos.net/JeroenvanOostrom

Informações do Autor

Luise Brito

Ainda sem descrição

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *