Construindo metas – seu sucesso em 2014

O ano de 2014 está chegando e provavelmente você já deve ter pensado em muitas coisas que poderiam acontecer certo? Talvez você até pense em fazer uma lista de seus desejos para o próximo ano, mas se você ainda não pensou sobre isso, espero que após a leitura deste artigo, mude de ideia e assim consiga realizar tudo o que deseja em todos aspectos de sua vida.
Ter metas é essencial para realizar o que se quer, no entanto não basta somente pensar, é necessário fixar metas realistas, além de visualizar o que se pensa.
Estudos da neurociência mostram que ao escrever suas metas, as chances de realização aumentam em até 30%. Isto porque ao escrever, o seu cérebro começa a se organizar para concretizar o que está escrito.
Fazer uma lista de metas exige foco e concentração, pois você está planejando o seu futuro e quer que seus desejos se realizem, para que ao final de 2014 possa olhar para trás e ter aquela sensação boa de metas cumpridas, sejam elas profissionais ou pessoais.
Mas como fazer esta lista então? Primeiramente você deve pensar no que deseja e quais são as intenções após atingir suas metas. Ou seja, perguntar a si mesmo: eu realmente quero isto? Se a resposta para esta pergunta for positiva, vá em frente, escreva!
Pense em objetivos realistas, que não sejam nem muito difíceis e nem muito fáceis de serem realizados, pois ambos desmotivam rapidamente. Objetivos com um grau de dificuldade muito grande acabam desanimando porque exigem esforços surreais e ao final acabam mostrando que podemos fracassar, levando a uma ideia negativa sobre si mesmo. Já os objetivos muito fáceis não nos despertam o poder de superação que temos em nós levando ao não crescimento de nossas potencialidades. Por isso ao pensar em suas metas, lembre-se deste fator e seja justo consigo mesmo, não fixando objetivos difíceis ou fáceis demais.
Outra dica é utilizar palavras que te tragam sensações boas ao ouvi-las. Nosso cérebro possui uma rede neural que faz conexões, onde ao pensarmos ou ouvirmos uma palavra, acessamos informações que adquirimos durante toda a vida. Dependendo de nossas experiências essas sensações podem ser boas ou não.
Um exemplo disso é a palavra bicicleta. De acordo com a rede neural de cada pessoa, esta palavra pode representar passeio, liberdade ou diversão. No entanto, se esta rede neural fez uma associação negativa através de experiências vividas, bicicleta pode representar dificuldade, dor ou cansaço.
Por isso ao escrever seus objetivos para 2014, pense em palavras que te tragam boas sensações, para que no decorrer do ano ao olhar sua lista de metas, você possa ter prazer em fazer isto e não deixa-la escondida no fundo da gaveta como se fosse algo ameaçador ou sem importância.
Se desejar fazer exercícios e seguir uma dieta, que tal escrever, “ter mais qualidade de vida”? O importante é que ao olhar a sua lista, você sinta vontade em realizá-la e não medo de fracassar no meio do caminho.
Então para que seus desejos se realizem em 2014 comece pensando em suas metas, busque ser realista e justo consigo mesmo, não desejando algo muito além ou muito aquém de sua capacidade, coloque seus desejos no papel para poder visualizá-los e pense também nas palavras, pois como vimos elas são o combustível do nosso pensamento. Fazendo isto, seu cérebro entende que as chances para conseguir o que se quer são maiores, pois as informações já estão organizadas e são também um desafio positivo para serem realizados.
Agora que você já sabe, o que está esperando para ter um 2014 de muito sucesso?
Pense nisso e mãos a obra!

Crédito foto: freedigitalphotos.net/hin255

Informações do Autor

Gisele Meter

Ainda sem descrição

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *