Decisões: o mundo dá muitas voltas. O mercado também…

Resumo: No mundo digital 2.0 nos tornamos cada vez mais virtuais e dinâmicos, e com esta velocidade competitiva alguns traços comportamentais individualistas podem ganhar destaque na vida pessoal e profissional. Diante do exposto este artigo nos fará refletir sobre a linha do tempo de nossas escolhas e acima de tudo, como nossas decisões servem para contextualizar nossa existência.

 

Quem nunca viu esta estória antes? Quantas pessoas você reencontrou que você achou que nunca mais ia encontrar? Quantas surpresas a vida te mostrou? E na vida profissional? Quantas pessoas que diziam “estar por cima” caíram e vice-versa?

É Fato! Toda arrogância, prepotência, soberania irá cair por terra. Como dizia o ditado Rasta: A babilônia caiu. A lei do retorno é justa! E mesmo que seus olhos não consigam acessar a justiça, ou ainda não tenha tempo de ver por circunstancias da vida, acredite nesta lei do universo.

Aos ofensores que lhe humilharam ou limitaram seus sonhos, não se preocupe. O mundo é pequeno e dá muitas voltas. E é para este viés que vamos conduzir nossa reflexão antropológica e acima de tudo, filosófica profissional.

A soma de todas as ações que você desempenhar e sentimentos que empregar irá trazer a você sua carga de energia e percepção. Tudo estão conectado e agregado a você. Se você fizer o mal, assim o universo irá lhe retornar. É como diz o dito popular: Aqui se faz aqui se paga e o castigo vem a cavalo. Assim como o contrário é verdadeiro. O que acontece com bastante frequência no mundo do trabalho é que algumas pessoas, e sem dúvidas você deve conhecer alguém assim, acham que porque estão com um crachá no peito ou dentro de uma empresa sua conduta, postura e valores são diferentes. Por exemplo, a pessoa é um excelente ser humano fora da empresa e dentro faz o que quer acreditando esquecer que seus valores não mudem. Falso engano. Você é cidadão dentro e fora da empresa, ou em qualquer lugar. Todos os reflexos das ações de suas decisões importam, somam e dirão quem é você, e acima de tudo o que irá retornar para você um dia. Da mesma forma que a lei do universo é implacável como o tempo e funciona para você, funciona também para as outras pessoas.

Varias vezes na vida profissional passei por situações que registram e comprovam este pensamento. Certa vez enquanto recrutador fazia uma entrevista com um candidato que infelizmente não foi aprovado, pois a vaga foi cancelada, e anos depois este candidato me encontrou nas redes sociais e me indicou para palestrar em sua empresa, agora em uma condição hierárquica superior. Isso é mais normal e comum do que a gente imagina. Fruto de uma boa entrevista, conduzida de forma humana, honesta e ética, mesmo sem a contratação do candidato criou um legado de aprendizado e experiências. Fosse subestimar o potencial candidato, o que o universo iria retornar?

Em outra ocasião enquanto lecionava a disciplina de gestão de estoques para os alunos de logística empresarial em uma instituição de ensino superior em São Paulo, em uma aula de terça-feira qualquer um aluno ainda nas primeiras aulas, quando estava os conhecendo me procurou no final da aula dizendo que sua empresa estava à procura de um candidato para preencher a vaga de gerente de logística. Este aluno me convidou e à priori não aceitei o convite. Ao término da aula subsequente na quinta-feira este mesmo aluno me procurou novamente falando mais detalhadamente sobre a vaga. Achei curioso pelo nível de detalhamento da vaga, como se ele fosse um profissional experiente de RH. Perguntei a ele qual sua posição na empresa, e ele me disse que atuava na área operacional da logística. Achei que a vaga aberta era para ser “chefe” deste aluno. Naquela ocasião ainda, o aluno me detalhou o salário, cargo e principais atividades primárias. Oportunidade imperdível e convite irrecusável. Para remunerar-me com o triplo do meu salário e com toda estabilidade, além do perseguido plano de carreira. Fui para a entrevista de emprego, e o aluno pediu para procura-lo quando chegasse à empresa. Então ao adentrar a empresa chegando à recepção, o anunciei. Esperei alguns minutos na recepção e quando de repente fui conduzido por outro colaborador até sua sala. Ele olhou pra mim e sorriu e disse: Bom dia Professor Fagner tudo bem? Muito prazer sou o diretor da empresa! Simplesmente achei o máximo àquilo que estava vivendo e aprendendo naquele momento. Um aluno simples de vestimenta simples, era o diretor daquela indústria com mais de 600 funcionários. Na hora pensei, olha como é importante tratar a todos com justiça? Nunca sabemos quem é o que e quem, e o que pode ter para nos ensinar e ofertar e mesmo que não tenha nada imediatamente em moeda de troca, qualquer lição de aprendizado humano, já vale muito neste mundo que está ficando cada vez mais selvagem e egoísta.

Assim como toda bondade emanada do seu coração em forma de atitude profissional irá trazer a você um legado de amor, e uma lembrança digna de um exemplo a ser seguido considerado modelo. Competência sempre tão esperada pelo RH. O caminho que irá percorrer é você que escolhe, na certeza de que o mundo profissional dá muitas voltas e gira rapidamente.  Com muita humildade pedagógica aceitei atuar com meu aluno que era meu chefe, porém na figura de consultor de negócios, dada a adequação feita para atender a companhia da melhor forma.

Muitas vezes o que acontece com as pessoas boas e indubitavelmente honestas, é que alguns queiram “passa-las para trás”. Agradar as pessoas talvez não seja o melhor caminho para agradar a si mesmo. Não queira adotar uma postura de ser legal com os outros. Tente ser sim o mais profissional possível e nunca será envolvido em boatos. Quem se envolve em boatos normalmente acaba sendo vidraça e estilhaço de péssimos reflexos do que há de pior na mente das pessoas.

Devemos saber que pessoas vêm e vão, coisas vão e vêm constantemente em nossas vidas. O que fica verdadeiramente são as lições aprendidas e as experiências adquiridas. Por isso não perca tempo cultivando os péssimos sentimentos que os outros depositaram ou depositam em você. Para evoluir de forma imediata, o primeiro passo é refletir sobre as lições aprendidas e saber onde não mais errar no relacionamento humano profissional. O tempo se encarregará de todo o resto, como remover de você o sentimento a flor da pele de retribuir ao ofensor na mesma moeda, desde que haja paciência nesse processo retornável de reciclagem do trabalho.

Esse movimento de ir e vir das pessoas em nossas vidas acrescenta um pouco de energia em nós, sejam boas ou más, e como o mundo corporativo dá muitas voltas e o tempo passa depressa para todos, lá na frente, em um futuro próximo, você terá a certeza de que a lei do retorno profissional é o resultado da resposta que você dá as energias que entram e as que você coloca para o universo em forma de atitude, entendendo sempre que a ação prática vale mais que a teoria, já que este artigo serve apenas de inspiração e reflexão para você corrigir suas ações negativas com você mesmo e com o próximo e colocar novamente sua carreira no trilho do sucesso.

Em algum momento da sua vida você já pronunciou este aforismo tão popular ou já ouviu de alguém que indagava sobre a lei do retorno. Pessoas que “pisam” nas outras que estão em determinado momento em condição inferior engajam a soberba como filosofia de uma vida limitada e carente, já que a soberba tem a ver com a imaturidade e a imaturidade traz consigo péssimos resultados de longo prazo, e quer mais lei do retorno do que fazer algo soberbo e com imaturidade para alguém gerando resultados ruins ou ainda buscar a justiça como forma de vida no trabalho? Somos e seremos o resultado do produto do que fizermos. Pense nisso…

 

Crédito foto: Flickr.com/daviduy

Informações do Autor

Fagner Gouveia

Fagner Gouveia, 31 anos, paulista, casado. Pós-graduado em administração de Empresas pela FGV Management cursou Semiótica pela Faculdade de Filosofia Letras e Ciências Humanas da USP. Experiente Professor e Palestrante proferiu palestras e treinamentos para mais de 50 empresas privadas e públicas em todo o país, treinando mais de 50 mil pessoas de todos os níveis organizacionais em 12 anos de experiência, atuando com temas comportamentais e técnicos visitando mais de 100 cidades e 20 estados do nosso Brasil capacitando públicos das áreas de vendas, atendimento, comercial, trade marketing, logística, marketing, recursos humanos entre outras unidades de negócio, desenvolvendo resultados para qualidade de vida, comunicação, liderança, trabalho em equipe, engajamento, atitude de dono e excelência. Palestrou em empresas como Telefonica, Whirlpool, Vigor, Cacau Show, Habibs e Vivo apresentando temas motivacionais e de crescimento profissional e pessoal por meio de sua técnica exclusiva de apresentação.

Professor universitário do mundo dos negócios, escritor, redator e articulista em diversas mídias e autor dos livros “1000 pensamentos Inspiracionais para viver em equilíbrio” e em 2016 irá publicar seu mais novo título: “ A gestão de pessoas muito além do RH”, pela editora Laços, atua ainda como redator e jornalista em diversas mídias online e impressa (MTB 67727/SP).

Consultor de desenvolvimento humano organizacional e especialista em gestão de pessoas com passagens por diversas empresas. Atua como mestre de cerimônia, conferencista e comunicador.

Nas horas vagas é protetor independente dos animais e ativista da causa dos pets. Com sua esposa resgata cães e gatos abandonados, trata-os com amor e os disponibiliza para doação em sua Ong Cantinho das Pulgas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *