Jaraguaense vai escalar monte mais alto da Europa

Desbravar, de forma solitária, as sete principais montanhas do mundo. Esse é o objetivo do alpinista catarinense radicado em Jaraguá do Sul, Hélio Fenrich, que, no próximo dia 26 embarca em viagem para escalar o monte Elbrus, o mais alto da Europa.

Localizado da cordilheira do Cáucaso, na Rússia, ele possui 5.642 metros de altura e será o segundo escalado por Fenrich dentro do ‘Projeto Sete Cumes’. No ano passado, o alpinista subiu o famoso Aconcágua, na Argentina, expedição que deu a largada ao desafio.

Até 2021, ele pretende alcançar o topo do Kilimanjaro, na África, do McKinley, na América do Norte, do Everest, na Ásia, do Carstensz, na Oceania, e, por fim, do Vinson, na Antártica.

Segundo Fenrich, a ideia teve como inspiração o projeto homônimo que vem movimentando pessoas de diferentes partes do mundo a conquistar as montanhas mais altas de cada continente. Até o momento, apenas sete brasileiros concluíram o desafio, porém, nenhum de forma solitária como ele se propôs a fazer. Em Santa Catarina, não há informações quanto à existência de outros alpinistas colocando em prática o objetivo.

Para o projeto, Hélio escalará os cumes totalmente sozinho
Para o projeto, Hélio escalará os cumes totalmente sozinho

Escalar para superar limites

Tendo como motivação principal a superação dos próprios limites, ele começou a trajetória como alpinista há oito anos. “Minha primeira montanha acima de 5,5 mil metros foi na Bolívia, em 2008”, explica. Para iniciar o projeto, na Cordilheira dos Andes, Fenrich precisou de uma preparação de quase um ano. Já de escalada, foram 19 dias. “Quando termino o desafio, após subir e descer uma montanha, sinto-me realizado”, completa.

Encarando as expedições como provocações pessoais, ele costuma partir para as montanhas com um planejamento muito bem organizado. Mesmo assim, nem sempre é possível seguir adiante. “As condições climáticas podem prejudicar e até interromper uma subida. Não devemos arriscar, pois, nas montanhas, isso pode render um pé amputado ou a morte. Desistir também faz parte do processo”, enfatiza.

Recentemente, Fenrich mostrou ao público fotos e equipamentos usados da preparação e no ‘Projeto Sete Cumes’ em exposição realizada no Jaraguá do Sul Park Shopping. A mostra surpreendeu os visitantes com imagens encantadoras das montanhas e também com a barraca e as roupas utilizadas nas escaladas.

Para concluir o desafio de escalar as sete principais montanhas do mundo, ele busca apoio de empresas interessadas em colaborar com o projeto.

Quem é Hélio Fenrich

O alpinista Hélio Fenrich é radicado em Jaraguá do Sul, no Norte de Santa Catarina, e sua primeira escalada aconteceu na montanha Huayana Potosi, com 6.088 metros de altura, na Bolívia, no ano de 2008. Ele pretende concluir o ‘Projeto Sete Cumes’ em 2021.

Acompanhe essa jornada no site oficial do projeto, aqui.

 

Texto e imagem: Entrelinhas/Assessoria/Arquivo Pessoal



                                                                                                               Publicidade
Informações do Autor

Bruna Borgheti

Jornalista formada pelo Bom Jesus/Ielusc, de Joinville-SC, é acadêmica do curso de Letras da UniCesumar. À frente da redação das publicações do Grupo Dom7, faz a edição e curadoria de conteúdo do site e já teve suas aventuras pelo mundo corporativo, mas gosta mesmo é de um documento de Word em branco. Tem sugestões pra dar? É ela que você está procurando. Entre em contato pelo [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *