No Dia do Beijo, conheça cinco fatos inusitados sobre ele

Numa data comemorativa tão deliciosa como essa, nada melhor que conhecer algumas curiosidades sobre o beijo, que é comemorado anualmente no dia 13 de abril – e também no dia 06 de junho, em alguns lugares do mundo. Olha só:

Quase uma droga: Sabe a morfina, aquele medicamento utilizado em casos em que a dor dos pacientes é quase insuportável? Pois pesquisas apontam que o beijo é ainda mais poderoso que ela: quando você pratica o ato, seu corpo libera endorfinas 200 vezes mais poderosas do que o efeito da morfina.

Esquimó não beija assim, não: Sabe o “beijo de esquimó”, aquele que você aprendeu quando criança? Pois saiba que, na verdade, os habitantes do Círculo Polar Ártico não têm o costume de esfregar os narizes um do outro simultaneamente, como reza a lenda. Ninguém sabe quem começou com essa história.

Beijão fora da lei: em algumas cidades, fazer isso em público é crime.

Milhões de bactérias: Um beijo pode passar 278 tipos delas. Se for longo o suficiente, você pode receber até 10 milhões de bactérias no seu corpo – mas, calma, isso não é tão ruim. Nosso corpo já é repleto delas, então não tem perigo nenhum aí.

Musculação facial: além de todos os benefícios que o beijo traz, as versões mais “apaixonadas” ainda usam 34 músculos e podem queimar até 26 calorias por minuto. Acho que dá pra passar a academia hoje, hein?

 

 

Crédito foto: Flickr.com/BobSponge

Informações do Autor

Bruna Borgheti

Jornalista formada pelo Bom Jesus/Ielusc, de Joinville-SC, é acadêmica do curso de Letras da UniCesumar. À frente da redação das publicações do Grupo Dom7, faz a edição e curadoria de conteúdo do site e já teve suas aventuras pelo mundo corporativo, mas gosta mesmo é de um documento de Word em branco.
Tem sugestões pra dar? É ela que você está procurando. Entre em contato pelo [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *