Imagem Não é Tudo… Mas é Quase Tudo

Pouco adianta a boa reputação se esta não for alicerçada por um caráter inquestionável. A imagem sem conteúdo não se sustenta e o marketing pessoal sem um “produto” de qualidade parece propaganda enganosa.

Não temos dúvidas que a essência do ser humano, seus princípios e valores, é que sustentam a credibilidade. Mas, também não podemos negligenciar a força que a boa imagem tem. Cuidar da reputação abre portas e é o primeiro passo para que prestem atenção na sua competência. As pessoas que se relacionam com você devem sempre acreditar em sua proposta, em suas intenções, e na imagem que você tem. Esta credibilidade deve ser mantida, pois quando se perde, será muito difícil e dispendioso reconquistá-la.

Porém, ter uma imagem positiva facilita o relacionamento e o trabalho em equipe, melhora os resultados na interação com os outros e apoia no processo de construção da confiança. Sua imagem pessoal pode fazer a diferença em muitas situações de sua vida: Na hora de conseguir um emprego, pedir um aumento de salário, vender um produto, prestar um serviço, marcar presença e declarar sua opinião.

O processo de construção da credibilidade, porém, requer a prática de alguns comportamentos, às vezes simples, mas que requerem uma atenção especial para não serem esquecidos. Algumas dicas devem ser seguidas:

Crie sua identidade – Não tente imitar ninguém. Seja você mesmo! Uma imagem que não seja natural não se sustenta ao longo do tempo. Inspire-se nos bons exemplos para avaliar sua conduta, mas, não se transforme numa cópia de outra pessoa. Invista na autenticidade e seja único.

Tenha bom humor – Pessoas de mal com a vida afastam os outros. Ter bom humor não significa que você precisa ser um piadista ou um brincalhão. Significa que você precisa sorrir, demonstrar alegria e não levar tudo tão à sério. Rir é um santo remédio contra o mau humor.

Seja positivo – Pessoas pessimistas espantam a felicidade alheia. Entusiasmo e otimismo aproximam as pessoas e ajudam no bom clima da equipe. Por que sempre esperar o pior? Não seja o mensageiro das más notícias o tempo todo.

Colabore com as outras pessoas – Uma das atitudes mais eficazes e nobres na conquista da boa reputação é ser reconhecido como alguém que sabe trabalhar em equipe, e isso inclui ajudar o próximo. Se um colega precisa de ajuda, não negue seu apoio. Ou melhor, ofereça uma mãozinha. Isso faz com que se conquiste a simpatia das pessoas além de fazer bem para a sua consciência.

Invista em seus pontos fortes – É claro que nossas fragilidades precisam ser desenvolvidas, mas, nada é mais marcante que seus pontos fortes. Investir em seus talentos é uma forma de se destacar usando aquilo que você tem de melhor. Você sabe falar bem em público? Invista em suas competências de comunicação. Tem agilidade no raciocínio lógico? Estude para tornar-se um ás nesse tema. Seu diferencial está naquilo que você tem de melhor, e não no desenvolvimento daquilo que você não é tão bom.

Vista-se adequadamente – Usar a roupa adequada para o ambiente de trabalho é uma regra infalível. Não tem padrão definido, mas, podemos afirmar que o melhor traje é aquele que tem sintonia com a cultura da empresa e a atividade de trabalho. Essa dica também vale para os acessórios e calçados. Não exagere.

Comunique-se corretamente – Um ou outro deslize com as regras de nossa língua podem ser perdoados, mas, assassinar a gramática é um erro grave. Tenha cuidado ao se comunicar, em especial, na linguagem escrita, pois essa permite a revisão. Uma comunicação clara, concisa e correta demonstra profissionalismo e facilita a compreensão.

Busque ser pontual – É muito ruim ficar esperando por alguém que não se preocupou com os compromissos dos outros, não é? Chegar um pouco antes da hora marcada mostra responsabilidade e respeito. Planeje-se!

Organize-se – Quando alguém vai para a reunião devidamente preparado, com todos os materiais necessários em mãos, chama a atenção positivamente. Esse mesmo sentimento se dá quando a mesa tem tudo no lugar certo, os projetos são encontrados facilmente, os arquivos estão organizados e os materiais bem distribuídos nas gavetas.

Tenha uma vida socialmente responsável – Preocupar-se com o mundo em que vivemos e agir de maneira responsável é sempre bem vindo. É admirável aquele que se envolve com as atividades que contribuam com o meio ambiente e a sociedade. Ser voluntário em projetos e instituições do terceiro setor é um exemplo de que, além das questões profissionais, a pessoa se preocupa com uma causa maior. Ser do bem faz bem.

Seja educado – A polidez e cortesia abrem caminhos. Preste atenção em suas atitudes. Tem respondido grosseiramente às pessoas? Tem usado tom de voz ríspido? Tem se esquecido de agradecer, de dizer bom dia ou pedir desculpas? Esses são alguns sinais de que passou da hora de rever alguns conceitos básicos da boa convivência.

Evite as fofocas e guarde segredos – Evitar as fofocas vai além da atitude de não ficar falando pelos corredores sobre a vida alheia. Significa também evitar interessar-se pelas histórias dos fofoqueiros. Não se envolva em comentários maldosos e constrangedores e não saia espalhando as coisas que você sabe sobre os colegas e sobre a empresa. Quer ganhar a confiança dos presentes? Seja leal aos ausentes. Faz bem para você e para os outros.

Marcelo de Elias é escritor, palestrante e consultor especializado em gestão estratégica e mudanças. É professor de MBA e coautor do livro Ser Mais em Gestão de Pessoas. Saiba mais em www.marcelodeelias.com.br.
Crédito foto: Flickr.com/KatarínaChovancová 

Informações do Autor

Marcelo de Elias

Palestrante, professor e escritor especialista em mudanças e em gestão de pessoas. Suas palestras estão entre as mais bem avaliadas do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *