Troque mentiras essenciais pelas verdades mais simples

Daniel Goleman escreveu um livro com esse título. Nada mais verdadeiro.
O que significam Mentiras Essenciais, Verdades Simples? Significa que sempre arranjamos mentiras para justificar nossas falhas, infelizmente, sem nos darmos conta do mal que isso nos causa.
“Pai, estou com dor de cabeça, por isso não fui à aula”, é o que o filho diz, porém, essa é uma mentira essencial. A verdade simples é que ele não foi por preguiça ou porque ficou até tarde da noite no X-box.
“Tenho um compromisso inadiável hoje nesse horário”, é o que falamos quando alguém diz que vai à nossa casa. A verdade simples é que não gostamos daquela presença.
“Então chefe, deu pane no sistema, por isso não terminei o relatório”, essa é a mentira essencial que o colaborador dá, porém, a verdade simples é que ele é enrolão mesmo.
“Veja bem, não é nada com você, mas, precisamos cortar custos”, é o que o diretor diz ao funcionário, porém, a verdade simples é que o funcionário é incompetente e não dá resultados, porque, para quem dá resultados, o chefe sempre acha uma maneira de ficar com a pessoa.
“Sou alcoólatra por que minha esposa me deixou (ou por que o pai era também)”. Mentira essencial, desculpa. A verdade é que a pessoa é alcoólatra e precisa de tratamento, e não de desculpas. Alguém precisa dizer isso a ela, preferencialmente antes do seu velório.
“Sou muito comunicativo, não tenho papas na língua”. Mentira, a verdade simples é que a pessoa é fofoqueira mesmo.
“Faço sempre o meu melhor, mesmo assim, não dou certo na vida”. A maior das mentiras, afinal, se damos o melhor, mas o melhor mesmo, com competência, comprometimento, resultados e tempo certo, não há como não se dar bem na vida.

E por aí vai. Vivemos arranjando mentiras essenciais. Não ficamos até mais tarde porque temos que ficar com a família. Imensa maioria das vezes, mentira! A verdade simples é que ou não vemos progresso na empresa que estamos e temos outros planos, ou, somos preguiçosos mesmo. O ideal, no primeiro caso, seria trabalhar incansavelmente no lugar onde estamos, para chegarmos aonde queremos. Simples!

“Ah, na empresa só cresce quem é parente do dono”. Mais uma mentira essencial para mascarar nossa falha na hora de terminar os estudos ou de se doar à empresa para que sejamos promovidos.

“A bola está murcha, por isso errei o gol”, de novo, mentira essencial, a verdade é que o cara é perna de pau mesmo, só não assume, ou seja, continuará perna de pau eternamente. Se assumisse, daria o primeiro passo na direção do gol.

“É que eu trabalho o dia todo, por isso não consigo retomar os estudos, na empresa é muito puxado”. Bem, é o que diz a pessoa que daqui alguns anos vai perambular na fila do banco de empregos, lutando para conseguir qualquer coisa que apareça, e, claro, que não precise de nenhuma formação. A verdade simples é que ela não estuda porque não quer, por preguiça, medo, vergonha da idade. 99% das pessoas que se dão bem na carreira trabalham e estudam, tudo ao mesmo tempo. Às vezes pode não ser um curso regular, uma faculdade “normal”, porém, elas dão um jeito, seja à distância ou periodicidade presencial menor do que a escola regular.

Na maioria das vezes, vivemos encontrando desculpas e mentiras que nos confortam, se bem que conforto não é uma boa palavra para o caso. Não existe zona de conforto, e, sim, de desconforto, pois cedo ou tarde notamos os prejuízos das desculpas e mentiras que arranjamos para ficar acomodados.

Mas, por outro lado, há pessoas que realmente não se dão conta das mentiras que criam. Como no caso de quem canta, e, pensa que agrada. Pode ser que seu ouvido esteja sendo conduzido pelo cérebro a realmente imaginar que é um Pavarotti, mesmo desafinando até no assovio.

Precisamos lutar contra essa criação de mentiras e desculpas que damos a nós e aos outros. Isso só traz prejuízos, males para nossa vida, e, no longo prazo, alguns tão grandes que se tornam praticamente irreversíveis.

Às vezes é difícil dizer ou aceitar a verdade. Como é que você vai dizer para a esposa que o vestido não está bonito? Ou, como vai dizer para sua melhor amiga que ela não está tão magra quanto pensa? Ou ainda, como dizer a verdade nua e crua quando alguém que você gosta muito comete deslizes graves?

Bem, o que importa é que você precisa dizer a verdade, talvez, de um jeito menos agressivo.

“Amor, aquele vestido vermelho fica muito mais delicioso que esse laranja com bolinhas”.

“Amiga, essa calça, não que esteja apertada, mas, talvez tenha encolhido na hora em que lavou. Já não fazem mais calças como antes. Vamos trocar por outra?”. (essa é quase uma mentira essencial).

“Amigo (a), imagino que tenha suas razões, mas, e se da próxima vez fizesse diferente do que fez, de uma maneira mais correta, só para ver no que dá?”

Você e eu sabemos o quanto é difícil falar verdades simples, porém, é o que devemos fazer, procurando apenas uma maneira mais light de revelá-las, com a certeza de que não criaremos mentiras nem desculpas.

Quando a questão for pessoal (nossa), devemos assumir as verdades e pronto. Tenho que parar de arranjar mentiras e desculpas e partir para solucionar o que precisa de solução, simples desse jeito. Para as outras pessoas, se nos derem espaço, o ideal é que façamos o mesmo. Se não nos derem brecha, vamos “comendo pelas beiradas”, até que compreendam.

Minha missão na vida é ajudar as pessoas a se darem bem na vida, principalmente na carreira. Nesse caso, preciso dizer verdades simples pra você, para que não seja prejudicado pelas mentiras essenciais, meu campeão, minha campeã. Torço para que entenda e mude o que tiver de mudar.

Grande abraço, fique com Deus, sucesso e felicidades sempre.

Paulo Sérgio Buhrer
Crédito foto: freedigitalphotos.net/audfriday13

Informações do Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *