Na carreira e na vida, quem espera nunca alcança

Tem muita gente que me diz que está esperando o emprego, a empresa dos sonhos, para então se dedicar pra valer. É mentira. Na carreira, quem espera nunca alcança.

Se você quer ser um sucesso profissional, dê o seu melhor já, naquilo que estiver fazendo. Se decidir esperar o salário, o cargo, a empresa dos sonhos, vai ter é pesadelos diários, e, pior, como num conta gotas.

Quando entramos num projeto, temos que tirar da cabeça a ideia de que o trabalho é das oito da manhã às seis da tarde. Isso é o que diz a lei, mas, infelizmente, lei, justiça e sucesso raramente caminham juntos.

A lei diz que um estagiário deve trabalhar, no máximo, seis horas por dia. Você acha que vai ter sucesso trabalhando seis horas por dia, sobretudo, no início da carreira? Que lei é essa? Lei do caminho à pobreza profissional? “Ah, mas é para terem tempo de estudar”. Inverdade. Nós sabemos que quem quer fazer alguma coisa, faz, quem não quer, se encolhe. Sempre estudei de madrugada, e, melhor que isso, prestava muita atenção em sala de aula para não precisar dormir debruçado nos cadernos.

A lei quer prevenir a escravidão, mas, não se preocupa em escravizar o jovem numa carreira de insucesso, afinal, todos nós sabemos que, principalmente, no início de carreira, temos é que trabalhar bastante, e bastante mesmo, sejamos estagiários, efetivos ou o que quer que seja.

Eu, particularmente, adoro quando me chamam para fazer uma palestra depois do horário, sábado, domingo, feriado, o dia que for. Sei que o carro que quero, a casa que procuro, a vida que sonho está exatamente na minha decisão de aceitar realizar esse trabalho que amo, na hora que for.

Mas, alguns podem dizer a você: “é, você é empresário, chefe, diretor, presidente de uma empresa, ganha bem, fica fácil trabalhar a qualquer hora pelo salário que ganha”.

Não sei o que você responde, mas eu digo: “engraçado, não me lembro de tê-lo visto enquanto eu varria ruas, vendia sorvete, sanduíche, limpando parques da cidade, vendendo esfregadeira de roupas”.

Amo de coração ajudar as pessoas, e sei que você que quer crescer na vida sabe e concorda com o que vou falar: “na vida profissional, você precisa ser muito bom nos degraus de baixo para conseguir ir degrau acima”.

Sabe, não importa, por enquanto, qual é a sua carreira, salário, empresa. Apenas decida valorizar o que tem no momento. Já fiz muita coisa na vida e a única da qual me arrependo é de não ter feito melhor. Mesmo tendo me dedicado em cada uma das coisas que fiz, sei que deixei muito a desejar.

Não lamente o salário, o chefe chato, o cliente inadimplente, o colega puxador de tapetes. Todos eles fazem parte da sua estrada, e você só vai chegar ao final se souber contemplar cada pessoa, perigo, curva, desvio que surgir.

Nunca menospreze o que você tem agora. Vá sorrindo, chorando, fique triste, alegre, tenha força, coragem, medos e fraquezas, mas, apenas… siga em frente.

O fim da escada não existe. O importante é ir subindo degraus, e isso acontece, friso, quando deixamos limpos os degraus debaixo.

Adoro você campeão, campeã. Fique Com Deus, sucesso e felicidades sempre.

Professor Paulo Sérgio Buhrer

www.professorpaulosergio.com.br
Crédito foto: freedigitalphotos.net/MichalMarcol

 

Informações do Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *