A forma correta de apresentar o novo cão ao pet da casa

Se o seu cachorro é “filho único”, é bem provável que ele não vá olhar com bons olhos (literalmente) se você aparecer com um novo cão para completar a família. Você pode até achar que o seu bichinho ficará feliz em ter um companheiro, mas raramente essa adaptação será fácil e simples. Assim, as dicas a seguir podem te ajudar nesse momento de transição – e elas valem seja o novato outro cão ou um gatinho. Confira:

– Prepare o terreno para o dono da casa. Antes de levar o novo morador, leve para casa alguns paninhos ou brinquedos com o cheiro do filhote, e deixe embaixo do alimentador, por exemplo, para criar associações positivas.

– Fazer a apresentação fora da casa, em um passeio, por exemplo, é ótimo para conseguir avaliar o comportamento do mais velho. Levar seu pet ao local em que o novo cão está no momento, então, é melhor ainda!

– Se sua casa não for tão pequena, é legal preparar ambientes para que ambos tenham espaço suficiente, inclusive para os momentos “cada um no seu canto”.

– Mesmo com esses cuidados, fique com os olhos bem abertos no dia de levar o novo cão para casa. Se o mais velho rosnar, manter a cauda abaixada e ranger os dentes, redobre a atenção. Se isso acontecer, separe-os imediatamente para evitar acidentes. Outra estratégia é brincar com o mais velho na presença do mais novo, com sua brincadeira preferida.

– Passado esse primeiro contato, se não houver ocorrido nenhum transtorno, deixe que os cães se cheirem e se conheçam melhor, para que seu pet entenda que o filhote não é uma ameaça.

– Se o porte de ambos é muito desigual, mantenha a supervisão nos primeiros dias, pois qualquer briga pode se tornar intensa e até as brincadeiras podem machucar o menor.

– Nunca deixe os itens pessoais do cão antigo com o novato. Nas horas das refeições, deixe-os comer em ambientes separados para que um não roube a comida do outro. Aliás, a comida é um ótimo sinal: se o mais velho estiver se alimentando, significa que está tranquilo com a chegada do novato.

 

O tempo de adaptação: Cães ou gatos mais agressivos podem levar até três meses para ficar tranquilos com a novidade. Os adultos também não têm mais tanta paciência para aguentar a energia dos filhotes – então, se ele ignorar de vez em quando, não há problema algum.

Imagem: Sarah McDevitt

 

Informações do Autor

Bruna Borgheti

Jornalista formada pelo Bom Jesus/Ielusc, de Joinville-SC, é acadêmica do curso de Letras da UniCesumar. À frente da redação das publicações do Grupo Dom7, faz a edição e curadoria de conteúdo do site e já teve suas aventuras pelo mundo corporativo, mas gosta mesmo é de um documento de Word em branco.
Tem sugestões pra dar? É ela que você está procurando. Entre em contato pelo [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *