Qual é o verdadeiro objetivo das empresas contemporâneas?

Se eu te perguntasse agora qual é o real objetivo de uma empresa, você me diria certamente que é obter lucro. Mas, esta resposta é uma “meia verdade”, pois na atual concepção, conceituação e abordagem de qual seria este objetivo, nada mais, nada menos, é o de atender as expectativas (necessidades e/ou desejos) de suas partes interessadas, que também são conhecidas como “stakeholders”.
A maioria das empresas apresenta as seguintes partes interessadas: clientes, força de trabalho (que são os empregados, temporários, autônomos, voluntários, terceiros e outros), acionistas, mantenedores e proprietários, fornecedores e sociedade.
Mas, como uma empresa pode atender tais expectativas de cada parte interessada? Cito abaixo alguns exemplos:
(A) Clientes: através de produtos, serviços e informações que atendam suas expectativas, como: preço, qualidade do produto ou serviço, pontualidade na entrega, cordialidade no atendimento, assertividade nas informações, dentre outras;
(B) Força de Trabalho: através do fornecimento de recursos necessários ao desempenho das atividades, ou seja, fornecendo segurança e condições de trabalho, além de remuneração adequada, salários em dia, benefícios como plano de saúde e alimentação, reconhecimento e desenvolvimento profissional, realização pessoal, ambiente de trabalho agradável e integração social;
(C) Fornecedores: primeiramente especificando corretamente o que se deseja, firmando contratos de fornecimento, pagamentos pontuais, parcerias no desenvolvendo de produtos e serviços, relacionamento estável e duradouro, remuneração compensadora e previsibilidade;
(D) Acionistas, Mantenedores e Proprietários: retorno sobre o investimento, rentabilidade e principalmente o lucro;
(E) Sociedade: promoção do desenvolvimento através de projetos sociais, projetos ambientais, oferta e geração de empregos, obrigações fiscais, impacto ambiental baixo;
Você descobriu que o lucro é o objetivo de apenas uma das partes interessadas, não podendo ser este o único e exclusivo objetivo de uma empresa, pois isso a torna muito limitada em termos de gestão.
O problema é que geralmente as empresas desconhecem ou ignoram tais partes interessadas, o que acaba prejudicando sua imagem, seu crescimento e desenvolvimento organizacional, afetando e muito sua sobrevivência no mercado.
Crédito foto: freedigitalphotos.net/ponsulak

Informações do Autor

Renato Chaves

Ainda sem descrição

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *