O que o Papa pode te ensinar sobre liderança

Com todo este frenesi sobre a vinda do Papa ao Brasil e mais ainda por ser sua primeira visita, muito tem se debatido sobre sua postura, atitude e principalmente seus ensinamentos a uma legião de católicos pelo mundo.

Além da simbologia do sucessor de Pedro, temos que o Papa, independente da crença que possamos ter, é um líder de uma religião, uma pessoa que está conectada a milhares de outras e com seus ensinamentos tutela, dirige e comanda a todos.

Divido com vocês uma história, que desconheço se é ou não verídica, mas que traz um belíssimo ensinamento sobre liderança e pelo que já pude perceber do Papa Francisco, se não for verídica era algo que com certeza poderia ter sido.

Vamos à história do Papa

Uma das últimas cadeiras da igreja é ocupada pelo Papa. Ele está a celebrar uma Missa muito peculiar:  os convidados são os jardineiros e o pessoal de limpeza do Vaticano.  Num momento da celebração o Papa pede a todos que orem em silêncio, cada um pelo que o seu coração deseja.  Nesse instante, ele levanta-se da sua cadeira presidencial que está na frente e vai sentar-se numa das últimas cadeiras para fazer a sua  própria oração. Dá a impressão de que este chefe preferiu que todos se centrem em ver de frente a verdadeira razão da sua existência, esse Cristo crucificado que está ali presente e não em que o vejam a ele, o seu chefe, que não é mais que um homem que falhou e continuará a falhar, e a quem hoje todos chamamos o Papa Francisco.

A famosa diferença entre chefe e líder é absoluta. O chefe sempre se emproa, pondo-se à frente para que todos o vejam e lhe obedeçam, enquanto que o líder sabe quando se deve sentar atrás, não incomoda, acompanha, facilita o caminho para que os outros consigam os seus propósitos; o líder é capaz de desaparecer no momento oportuno, para que os seus companheiros cresçam e se centrem no que é verdadeiramente importante.  O líder não teme perder o seu lugar, porque sabe que, muito para além do “seu lugar”, trata-se de ajudar aqueles que se encontrem no seu caminho. (Autor desconhecido)

A reflexão

Que tipo de liderança você exerce?

Você é capaz de deixar seus liderados terem liberdade para fazerem seus próprios afazeres? Ou está sempre cobrando como se todos fossem incompetentes?

Aliás, se são incompetentes, porque não os demite?

Que tipo de liderança convive com os que não servem as suas atividades?

Você precisa dar sempre ordens? E a criatividade?

Na hora da verdade, do vamos ver, do pega pra capar, de que lado você está? Da sua equipe?

Você é admirado por ser quem é ou apenas pelo título que ostenta?

Você não sabe como liderar?

Está na hora de aprender, pois até o Papa sabe… que com humildade, aproximação, diálogo e carinho como troca de verdade entre os ensinamentos e as tarefas a serem feitas há muito o que se fazer, dizer, sentir e viver.

#Ficaadica

______________________________________________

Artigo escrito por Gustavo Rocha
Sócio da GestãoAdvBr – Consultoria em Gestão e Tecnologia Estratégicas
[+55] [51] 8163.3333 | www.gestao.adv.br |
Contato integrado: [email protected] [Email, Skype, Gtalk, Twitter, LinkedIn, Facebook]
Crédito foto: Divulgação/AFP

RELATED ITEMS
Informações do Autor

Gustavo Rocha

Ainda sem descrição

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *