Por conceitualização, merchandising nada mais é do que um conjunto de estratégias de comunicação de marcas e produtos realizadas no ponto de venda (PDV), com o intuito de atrair a atenção do consumidor e incentivar a compra por impulso. Embora esta atividade deva ser desenvolvida por profissional com formação específica, qualquer pessoa pode agregá-la em sua loja. Isso porque a criatividade é uma das principais ferramentas para elaborar uma boa ação mercadológica.

Aprenda agora como utilizar o poder do merchandising no varejo

Informações Técnicas:
Sentidos Humanos
O ser humano é provido de cinco sentidos, aos quais podemos aproveitar para desenvolver o trabalho de merchandising. Veja abaixo as porcentagens de responsabilidade de compra por cada sentido.
 
  • 1% pelo PALADAR
  • 1,5% pelo TATO
  • 3,5% pelo OLFATO
  • 11% pela AUDIÇÃO
  • 83% pela VISÃO
Essas informações nos fazem crer que a audição e a visão são os principais sentidos aos quais devemos trabalhar.
Cores
As cores também são responsáveis pela influência de alguns públicos na hora da compra por seu poder de atração.
  • Crianças: São atraídas por cores primárias (Vermelho, azul, amarelo e verde);
  • Adolescentes: São atraídos por cores fortes e quentes (Laranja, rosa, azul claro e amarelo);
  • Esportistas: São atraídos por cores radicais e vivas (Verde, branco e roxo);
  • Compradoras de Lingeries: São atraídas por tons pastéis;
  • Executivos: São atraídos por cores apagadas (Preto, cinza e azul-marinho);
Som
A música é responsável por criar um envolvimento indispensável no ambiente da loja. O ritmo da música consegue controlar o ritmo do tráfego da loja.
No período da manhã (das 08h00 as 12h00), o som deve ser bastante calmo. No horário entre 12h00 e 14h00 a música deve ser mais agitada, assim ajuda na realização das compras rápidas (horário de almoço). Após esses horário, devemos retomar músicas mais calmas, posto que são os horários preferidos de compra das donas de casa.
Obs: Nunca devemos tocar “pagode” e “rock pesado”.
Luz
Ambientes bem iluminados tornam as compras mais agradáveis, atraindo o consumidor, até mesmo durante o dia. Por outro lado, se for um ambiente escuro ou mal iluminado, a tendência é criar resistência por parte dos consumidores.
Lojas escuras ou as que “economizam luz” criam uma atmosfera pouco atrativa, desestimulando os clientes a entrar.
Indicações
Uma loja deve estar muito bem iluminada para poder orientar seus clientes. Uma má indicação de preços, produtos e marca pode acarretar na irritação dos mesmo, provocando a perca da venda e a insatisfação dos consumidores.
Alessandro Fabricio
Diretor de Marketing da AFSD Comunicação e Marketing
Colunista Oficial da Revista Atitude Empreendedora
Fone/WhatsApp: (15) 99621-1089
Crédito imagem: freedigitalphotos.net/Stuart Miles/ 

RELATED ITEMS
Informações do Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *