O que é importante para você?

Quer entender o que é importante para você? Comecemos com essa história: Certa vez uma mulher caminhava pela floresta carregando seu filho no colo e se preocupou ao notar que não se lembrava mais do caminho de volta. Além disso, a fome e a sede já a incomodavam bastante. Neste instante, ela se deparou com uma caverna mágica de onde saía uma voz que dizia:

Entre, seja bem-vinda! Esta caverna é mágica, aqui dentro há maravilhas. Tudo que há de bom neste mundo pode-se aqui encontrar.

A mulher ficou interessada, e adentrando na caverna, ficou boquiaberta com tantas coisas que viu e perguntou:

Posso pegar tudo o que eu quiser?

E escutou a resposta que dizia: Sim, você pode pegar o que conseguir levar para fora da caverna, mas preste atenção que você só terá cinco minutos e, ao findar esse tempo, a porta se fechará e nunca mais se abrirá.

Ela olhou para o relógio e prontamente começou a correr para pegar o que mais lhe interessava. Como estava com muita fome, logo avistou um pote com muita comida, iguarias finas e rapidamente o levou para fora.

Voltou para dentro da caverna e, como a sede já era grande, abraçou um galão grande cheio de água e o empurrou ligeiramente para fora, a fim de ganhar mais tempo para pegar outras coisas.

Ao retornar à caverna, seus olhos brilharam quando viu uma caixa cheia de roupas de grife, mantimentos para casa e uma chave de um carro zero quilometro. A caixa era extremamente pesada, mas ela conseguiu carregá-la para fora, garantindo assim o direito de levá-la para casa.

Por fim, de olho no relógio, viu que lhe restavam apenas poucos segundos. Rapidamente entrou na caverna pela quarta e última vez, e, ao se deparar com um saco cheio de joias, moedas de prata, diamantes e barras de ouro, percebeu que seria ainda mais difícil transportá-lo. Mas ela, num esforço sobrenatural, conseguiu empurrar o saco pra fora da caverna e imediatamente ao sair viu a porta da caverna se fechar.

A mulher estava bem cansada, sentou-se para admirar suas conquistas e, aparentemente realizada, começou a admirar as preciosidades que havia conquistado. Com um sorriso enorme no rosto, fitou os olhos no pote de comida, no recipiente com água, nas roupas de grife, na chave do carro, na prata, nos diamantes e no ouro. Neste momento começou a procurar o seu filho, quando então percebeu, em desespero, que o tinha esquecido dentro da caverna.

Este texto, inspirado na estória de Frances Jenkins Olcott, é um convite para refletirmos sobre o que é importante para nós. Seu trabalho, os bens materiais ou sua família?

A pergunta é: Será que temos alinhando o que falamos com que o que fazemos?

Eu penso que sempre encontramos tempo para o que julgamos realmente importante para nós. Lembre-se, estamos aqui de passagem. A vida é mais do que acumular riquezas materiais, apartamentos, joias, fazendas, carros. Saiba que a nossa família precisa de nós. Não há dinheiro que pague o amor, o carinho e o tempo a eles destinados. E olha que alguns deixam para fazer isso sempre amanhã, e, em alguns casos, o amanhã é tarde demais.

É evidente que precisamos trabalhar, ultrapassar as metas, superar desafios e promover nosso crescimento profissional, mas não perca o foco. Não esqueça as pessoas que te amam, tenha em mente o tempo que você reserva ao que é, de fato, importante para você e busque continuamente o equilíbrio. Afinal, o verdadeiro sucesso é ser feliz. Nenhum sucesso profissional compensa o fracasso familiar.

Erik Penna

Palestra motivacional, autor dos livros Motivação Nota 10 e A Divertida Arte de Vender. Acesse: www.erikpenna.com.br
Crédito foto: freedigitalphotos.net/dreamdesigns

Informações do Autor

Erik Penna

Ainda sem descrição

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *