Os 7 pecados capitais do Empreendedorismo Feminino

Todo empreendimento começa com um sonho que aos poucos vai se tornando realidade, muitas vezes não se tem a clara visão do negocio até que ele efetivamente comece a funcionar. É neste momento que muitas dúvidas surgem e se não soubermos conduzir de maneira eficaz, tudo o que imaginamos realizar pode ficar comprometido. Principalmente se cometermos os pecados capitais abaixo.

Durante toda a condução de um empreendimento, devemos ficar atento a vários fatores, que são considerados passos fundamentais para que seja possível se estabelecer de forma sólida no mercado.

São procedimentos que parecem desimportantes à primeira vista, mas caso não sejam efetivados, podem ser considerados um “pecado” contra seu próprio negocio, confira:

1. Não fazer uma análise de mercado e não pensar sistemicamente

Ao idealizarmos um negocio, é fundamental que façamos um estudo prévio de qual mercado ele estará inserido, avaliando concorrentes diretos, indiretos, cases de sucesso e principais dificuldades encontradas por outras pessoas nesta área, desta forma, ficam mais fácil elaborar uma estratégia para consolidação de seu empreendimento e também para a captação de clientes. Outro fator é pensar sistemicamente, ou seja, entender que tudo está interligado podendo afetar e ser afetado mutuamente, finanças, pessoas e produto estão definitivamente ligadas e isto precisa ser compreendido claramente.

2. Deixar de lado valores pessoais para a condução e desenvolvimento do negócio

Muitas mulheres ao iniciar seu empreendimento, ficam em dúvida se devem imprimir sua marca pessoal ou seguir um “padrão que deu certo” e por este motivo acabam se perdendo na condução do seu negócio. O que funcionou para um, pode perfeitamente não funcionar para outro. Seu empreendimento precisa transmitir valores nos quais você acredita e deve se basear em premissas condizentes com sua atitude, caso contrário acaba ocorrendo o que chamamos de incongruência que é a contradição entre pensamento e comportamento uma grande armadilha para a confiabilidade de qualquer negócio pois o que se fala não é o que realmente se percebe.

3. Não ter procedimentos bem definidos para a gestão do negócio

“Se não existe um procedimento claro, logo podemos fazer de qualquer forma, pois assim também estará certo” esta é a mensagem que se passa quando não existe um padrão definido de como deve ser gerido o negócio. Quanto mais definidos são os processos, mais sólido e confiável se torna a empresa, transmitindo assim credibilidade para a expansão e também para o crescimento profissional das pessoas envolvidas.

4. Não conhecer as necessidades dos clientes

Um produto ou serviço por melhor que seja, precisa constantemente atender as necessidades dos clientes, saber qual é a sua demanda proporcionando que o relacionamento seja duradouro, pois além de fidelizar, também demonstra preocupação para com a necessidade dos clientes, receber e dar feedback, avaliar a satisfação e pedir opiniões sobre novos produtos são uma forma de atender ao seu público e ainda de poder inovar em seu negócio, gerando valor ao seu trabalho e se destacando dos demais concorrentes.

5. Achar que não é preciso estabelecer parcerias para a condução do negócio

Atualmente, a frase “juntos somos mais fortes” nunca foi tão verdadeira. Para se firmar em um mercado cada dia mais competitivo, estabelecer parcerias pode ser decisivo. Mas para que isto ocorra de forma que ambos possam ganhar, antes de estabelecer uma parceria é necessário analisar o que de bom você também pode oferecer. Iniciar este tipo de relacionamento pensando somente no ganho que terá não se trata de parceria, mas de se aproveitar de uma situação, mostrando assim um caráter duvidoso, que poderá comprometer a imagem de seu negócio.

6. Acreditar que fazer planejamento para o futuro não é importante

Planejar é colocar no papel, organizar ideias e tornar seus pensamentos visíveis de forma sistematizada, crer que somente pensar no futuro basta é um ledo engano, pois as chances de que seu desejo não se torne realidade é grande. Ao sistematizar e fazer um planejamento adequado sobre o futuro do seu negócio aumentam as chances de realização em até 30% pois com a visualização do que se espera é possível aparar arestas para a concretização do objetivo almejado de forma mais segura.

7. Não medir nem avaliar os resultados

Conduzir o negócio sem mensurar os resultados obtidos é navegar à deriva e como dizem: “para quem não sabe aonde vai, qualquer caminho serve”. Ter medidas concretas de aumento de clientela, controle de entrada e saída, rotatividade e absenteísmo são fundamentais para saber se o seu negócio está prosperando ou afundando. É importante ter o controle não somente do empreendimento, mas saber detalhadamente a que níveis andam todas as partes que envolvem seu negócio, caso contrário, se deixa de agir estrategicamente, para no futuro ter que agir drasticamente.

Crédito foto: freedigitalphotos.net/Ambro

Informações do Autor

Gisele Meter

Ainda sem descrição

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *