A perda de Rubén Aguirre, o saudoso Professor Girafales

Na última sexta feira, 17, lendo as notícias nos jornais, fui tomado pela emoção quando li a manchete da morte do ator mexicano Rubén Aguirre, o eterno professor Girafales. Emoção digna de lembrança e saudade de momentos atemporais, que de forma pretérita esteve presente em mim e na vida de milhões de pessoas, no Brasil e no mundo.

Rubén Aguirre foi intérprete do personagem professor Girafales no seriado de TV mexicana “Chaves”. O grande mestre da sala de aula e dos palcos faleceu aos 82 anos, vítima de pneumonia. Em sua página oficial na internet, milhares de internautas e fãs do ator manifestaram sentimentos de pesar, de saudade, tristeza e gratidão.

Homenagens de famosos ao professor Girafales

Digo milhares porque a página de Aguirre no twitter tem 489.079 seguidores. Em meio a todas essas publicações e expressões de carinho, algumas me surpreenderam, especialmente por se tratarem de grandes personalidades da televisão.

Carlos Villagrán, o Kiko, também do seriado “Chaves”, lamentou a morte do colega de profissão escrevendo no Facebook:

“Nosso querido professor se foi, nossa querida vizinhança está se reunindo no céu. Que em paz descanse meu querido Rubén Aguirre, meu professor favorito”

Sônia Abrão, Leda Nagle e Tatá Werneck foram algumas das famosas que se pronunciaram sobre o fato de o mundo ter perdido o professor que ensinava lições de humanidade, valores e virtudes.

Hoje, eu e milhares de alunos deixamos de ir a escola para levarmos flores como uma forma de agradecimento ao tão nosso, tão real e ativo professor Girafales, por ter partilhado cada “tá tá tá tá”, tornando-se um pedaço de nós.

Imagem: republikapop



                                                                                                               Publicidade
Informações do Autor

José Domingos

Acadêmico do curso de Letras-Português e Francês da UFS, è bolsista do PIBID (Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Cientifica). No universo corporativo atuou em vendas e em relações administrativas. Hoje, prefere ver o mundo através das páginas. À frente do projeto Cine Qua Non, desenvolve trabalhos voluntários nas áreas de literatura , artes e comunicação .É corretor de redação do portal Imaginie e também colunista no Portal Sucesso Jovem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *