Fique atento: 8 produtos que têm data de validade e você não sabia

Alimentos perecíveis são os primeiros itens que vêm à mente quando o assunto é prazo de validade. Isso porque eles são mais delicados e precisam de cuidados diferentes, como serem mantidos na geladeira ou local arejado. Mas esses não são os únicos itens que estragam, já que outras mercadorias comuns no cotidiano da população também pedem atenção ao rótulo. Expert no assunto, a plataforma NDays lista 8 desses artigos e indica a duração de cada um:

Remédios: segundo a Organização Mundial da Saúde, os prazos de validade dos medicamentos não podem ultrapassar cinco anos. A maioria deles, entretanto, contam com uma validade de até dois anos, incluindo os que não precisam de receita para serem comercializados. Se consumidos fora do prazo, o risco de fazerem algum mal é baixo, mas também dificilmente surtirão algum efeito benéfico.

Água oxigenada: muito usada para descolorir cabelos e até como cicatrizante, o peróxido de hidrogênio tem durabilidade de doze meses, podendo causar ardência e queimaduras após esse período.

Material de limpeza: sabão, desinfetantes e lustradores de móveis perdem a eficácia entre três e doze meses.

Inseticida: após dois anos, a química contida nos venenos contra insetos perde o poder e o spray não funciona mais para exterminar as pragas.

Ração para pets: Os alimentos dos bichos de estimação também precisam de atenção. Os úmidos (entre os preferidos dos gatos) costumam durar de 2 a 3 anos fechados, mas precisam ser guardados na geladeira e consumidos em, no máximo, 3 dias após aberto. A ração seca, por outro lado, tem um tempo maior de duração após aberto (podendo passar de um ou dois meses), mas costuma ter validade máxima de um ano e meio, mesmo com a embalagem fechada.

Perfumes: essa notícia pode não agradar os admiradores e colecionadores de colônias, mas a verdade é que o aroma dura somente entre um e três anos após ser produzido.

Farinhas: apesar de não serem consideradas perecíveis, as farinhas de trigo, mandioca e arroz também são delicadas e precisam ser conservadas entre seis e doze meses, dependendo da forma de armazenamento.

Repelente de mosquitos: assim como o inseticida, a fórmula que protege contra picadas serve por apenas dois anos.

Texto: NB Press Comunicação/Maxpress
Imagem: flickr/crystal



                                                                                                               Publicidade
Informações do Autor

Bruna Borgheti

Jornalista formada pelo Bom Jesus/Ielusc, de Joinville-SC, é acadêmica do curso de Letras da UniCesumar. À frente da redação das publicações do Grupo Dom7, faz a edição e curadoria de conteúdo do site e já teve suas aventuras pelo mundo corporativo, mas gosta mesmo é de um documento de Word em branco. Tem sugestões pra dar? É ela que você está procurando. Entre em contato pelo [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *