Está começando a temporada de STAMMTISCH, a festa da amizade

A necessidade de ter amigos sempre fez parte dos grupos humanos, cada um com suas características próprias. A ideia de encontrar amigos periodicamente em torno de uma mesa chegou ao sul do Brasil pela cultura germânica que é o tão conhecido Stammtisch. A palavra que quer dizer “stamm: principal” e “tsch: mesa” tornou-se bem conhecida nas regiões para onde migraram famílias alemãs no início do século XX.

Segundo os participantes, o encontro é um momento de relaxamento e as conversas entre os amigos giram em torno de temas agradáveis e leves.

Por que encontrar amigos com dia marcado? Parece ser um compromisso inadiável encontrar pessoas queridas, e a gastronomia faz parte dessa prática. A bebida principal é a cerveja, também um legado germânico.

Para quem já circulou pelas ruas de uma Stammtisch, o convite é irresistível, que logo remete à convivência amistosa. Estamos na estação dos ¨stammtisch¨, dos encontros festivos, numa região do país que herdou a alegria da cultura alemã e costuma traduzir isso em festas locais.

Blumenau, Joinville e Jaraguá do Sul, principalmente, se organizam muito bem para resgatar traços germânicos – e um deles é o encontro de amigos, na mesa principal ou em torno da mesa farta. Em Jaraguá do Sul, a festa de 2017 acontece novamente no Pavilhão de Eventos da cidade, no dia 29 de Julho.

Porque a Stammtisch é tão importante?

A diversidade de costumes nos levam a encontros espetaculares com o outro, o ¨estranho¨próximo. Nesta interação cultural alimentamos nossa identidade e construímos novas relações.

Neste sentido, a prática da stammtisch fortalece a busca pelas origens, pela tradição e, sobretudo, pelos amigos, adaptada aos novos comportamentos e significados.

Os espaços escolhidos para realizar esse vento também ajudam no resgate dessa cultura uma vez que muitas vezes são eles estabelecimentos tradicionais na cidade.

Enfim, o privilégio de celebrar a amizade em público nos permite sair do lugar comum que é o núcleo familiar para expandir nossa vivência num ritual festivo e mais abrangente.

Imagem: Pixabay



                                                                                                               Publicidade
Informações do Autor

Maria Rosa de Miranda Coutinho

Sou mestre em Ciências Sociais pela UFSCar e além da experiência como professora, circulo na área literária com publicações para o público infantojuvenil. Administro uma loja virtual que comercializa livros de autores da cidade de Joinville e sou membro do Conselho Municipal de Políticas Culturais da mesma cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *