Exemplo: Suécia dá incentivo para diminuir consumismo desenfreado

Olha o que um dos países mais civilizados do mundo está fazendo para proteger a natureza e manter a estabilidade da economia. Não é nada do que o Brasil tem feito. A Suécia está preparando um pacote para diminuir o consumismo desenfreado e dar incentivo para que os cidadãos reutilizem seus produtos, consertem roupas, sapatos e máquinas domésticas, em vez de jogar fora e comprar tudo novo.

A ordem lá é reaproveitar, customizar e economizar: “O meu grande objetivo é manter a estabilidade financeira da Suécia, assegurando um desenvolvimento econômico de longo prazo”.

Palavras do Ministro das Finanças e dos Consumo, Per Bolund, em sua página oficial.

E o que isso tem a ver com proteger a natureza?

“Quero que a Suécia combata de forma feroz as alterações climáticas investindo em comportamentos sustentáveis, tanto ao nível da indústria como do consumidor”, disse.

Incentivo

Para incentivar a população a colaborar, o governo pretende reduzir impostos pela metade.

“Para encorajar a reciclagem de bens e produtos, o Governo propõe uma redução de 25% para 12% do IVA aos consumidores que recorram a serviços para reparar bicicletas, sapatos, produtos de couro e vestuário ou roupa de casa como lençóis e toalhas”, diz o comunicado oficial do Governo.

Quem consertar equipamentos maiores, como geladeiras ou máquinas de lavar roupa, terá direito a redução em um outro imposto da Suécia, o IRS.

O plano envolve também sensibilizar alunos e professores para aderirem a esta nova forma de economia.

Texto: Só Notícia Boa com informações do BoasNotícias
Imagem: freeimages.com/CarlosPaes

Informações do Autor

Bruna Borgheti

Jornalista formada pelo Bom Jesus/Ielusc, de Joinville-SC, é acadêmica do curso de Letras da UniCesumar. À frente da redação das publicações do Grupo Dom7, faz a edição e curadoria de conteúdo do site e já teve suas aventuras pelo mundo corporativo, mas gosta mesmo é de um documento de Word em branco.
Tem sugestões pra dar? É ela que você está procurando. Entre em contato pelo [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *