Turismo alternativo: viagens para entrar em contato com a cultura local

Convenhamos: um turismo de roteiros prontos e passeios programados é muito mais fácil e prático em uma situação em que é preciso se situar em um lugar completamente diferente. Mas, mesmo que essa orientação seja importante, às vezes é preciso abrir mão da comodidade para conquistar uma experiência mais genuína. É a isso que se propõe o turismo alternativo: livrar-se dos “filtros” a que nos submetem os passeios planejados e entrar em contato com a realidade local, deixando o consumismo um pouco de lado para focar nas pessoas e particularidades de cada cultura.

O bom é que, assim, você caminha com as próprias pernas, descobrindo ruas que não estariam no roteiro, artesões que não existem em nenhum outro lugar do mundo e até a hospitalidade local. E que tal trocar a visita guiada por aquelas ruínas históricas por um passeio espontâneo? Você vai sair da sua zona de conforto e, de quebra, resgatar o conceito de explorador: é o turista alternativo quem descobre as maravilhas escondidas e acaba abrindo espaço para outros turistas.

Quer saber quais são os melhores destinos para se praticar esse tipo de turismo? Confira a lista a seguir, e se inspire para criar seu próprio roteiro.

 

Ilhas & Praias

Por sorte, uma das maiores paixões dos brasileiros também é uma das maiores abundâncias do nosso país. E se você já conhece várias praias do nosso litoral, pode ter certeza de que não está nem na metade: consegue imaginar quantas mais ainda existem por descobrir? Por causa do acesso, estrutura e a indicação dos amigos, costumamos ir sempre para os mesmos lugares, que mais nos agradam. Mas, que tal deixar a rotina um pouco de lado? Pegue o carro e explore o litoral mais próximo de você – são grandes as chances de você se deparar com paisagens bucólicas e praias quase desertas, para curtir com o amor, os amigos ou em um momento de conexão com a natureza.

 

Cidades Históricas

Uma viagem como Machu Picchu, por exemplo, pode ser feita de diversas maneiras. Uma delas é com uma mochila nas costas. Além da tradicional subida de ônibus até o sítio arqueológico, você encontra diversos grupos que fazem a subida a pé, pelo caminho inca, trilhando os mesmos passos dos antigos moradores do local. Imagine a experiência de se sentir um deles, desafiar seus limites? Garantimos que a visão das ruínas, depois de uma caminhada tão significativa, é incomparável.

 

Pequenos povoados

Esse tipo de viagem é para quem sabe dar valor à parte mais preciosa da vida: os pequenos detalhes. Pequenos povoados podem não ter paisagens estonteantes, vida noturna agitada ou o luxo de um hotel cinco estrelas, mas o que parece pacato, na verdade, esconde a verdadeira história de um local: é através dos moradores mais simples e de sua rotina que você pode entender a cultura e a formação de um povo. Nesse caso, é só escolher uma região ou país que te atrai, e se preparar para as descobertas que lhe esperam em cada refeição partilhada.

 

Hikking e Trekking

Quem sempre dá um jeito de encaixar uma aventura na rotina nem precisa de estímulo para buscar esse tipo de experiência, mas o legal é que mesmo quem não está acostumado tem a chance de visitar um lugar de forma totalmente diferente. Se você é iniciante, pesquise trilhas e locais cuja caminhada ou escalada sejam mais fáceis, e procure sempre a companhia de alguém que conheça o destino ou tenha experiência nesse tipo de esporte. É a melhor forma de se deparar com paisagens ainda escondidas e ter a experiência do silêncio em locais que ainda não foram dominados pelos carros ou por hotéis gigantescos.

 

Rotas históricas para caminhantes ou ciclistas

Você já ouviu falar no Caminho de Santiago? Esse é um ótimo exemplo de turismo não convencional. Em rotas de caminhadas como esta, que também são uma ótima pedida para ciclistas, você passa a maior parte do tempo em contato com cenários naturais incríveis, e ao final do dia encontra abrigo e refeições entre os moradores de pequenos vilarejos. De quebra, ainda testa seus limites, dá uma pausa na vida cotidiana e redescobre a vida.

 

Viagens temáticas

Você adora vinhos? É fissurado por queijos? Sempre quis ter um contato maior com projetos ecológicos? Só o que você precisa é escolher o que mais lhe agrada, descobrir onde suas paixões se escondem e preparar o roteiro: já imaginou uma viagem inteira recheada daquilo que você mais gosta? Essa experiência é única e dá um combustível incomparável para voltar à rotina cheio de ideias e com a mente muito mais relaxada.

 

 

DICAS PARA VIAGENS ALTERNATIVAS

Alguns parâmetros podem te ajudar a manter a “alternatividade” da viagem:

– Utilize transporte público

– Prove a gastronomia tradicional do local (o que os moradores realmente comem)

– Opte por hospedagens de pequeno porte

– Conheça locais que não são considerados turísticos

– Consuma o que precisar em pequenos comércios e diretamente do produtor, beneficiando a economia local

 

Imagem: Richard P J Lambert

Informações do Autor

Bruna Borgheti

Jornalista formada pelo Bom Jesus/Ielusc, de Joinville-SC, é acadêmica do curso de Letras da UniCesumar. À frente da redação das publicações do Grupo Dom7, faz a edição e curadoria de conteúdo do site e já teve suas aventuras pelo mundo corporativo, mas gosta mesmo é de um documento de Word em branco. Tem sugestões pra dar? É ela que você está procurando. Entre em contato pelo [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *