Você sabe como começou o amor dos alemães pelos embutidos?

A Suíça pode até ser o país que mais consome a iguaria no mundo – com a humilde marca de 160 toneladas por ano –, mas é a Alemanha que faturou o título mundial de “País da Salsicha”. Mas, afinal, você sabe como começou o amor dos alemães com os embutidos?

Afinal, o título de País da Salsicha não é para menos: ela tem mais de 1.200 variedades de Wurst (como as salsichas e embutidos são conhecidos por lá) para oferecer a quem quiser lhe fazer uma visita. E tem para todos os gostos: frios, grelhados, fritos, cozidos, assados… a wurst faz parte do dia a dia, então é consumida no café da manhã, almoço, jantar ou, é claro, naquele lanchinho no meio da tarde.

Mas, como essa tradição culinária começou?

O surgimento dos embutidos e salsichas foi uma questão de sobrevivência

Isso mesmo. Acredita-se que as salsichas e embutidos surgiram por volta de 3 mil anos a. C., com os sumérios, para conservar a carne por mais tempo e garantir a sustentação em épocas de vacas magras (literalmente). Aos poucos, foi-se adaptando a técnica de rechear as tripas dos animais (você não achou que fosse um plástico comestível, não é?) com vários cortes de carne crua, gordura animal e os pedaços menos desejados, como miúdos, orelha, entre outros. Era uma forma prática e mais barata de conservar a carne e, adicionando, além do sal, diversos condimentos e especiarias, criou-se vários sabores diferentes.

Os alemães pegaram gosto pela arte quando entraram em contato com ela, e hoje você encontra por lá todo tipo de embutido – suíno, bovino, ovino, caprino e até de aves; iguarias mais chiques, aliás, incluem produtos light e até embutidos feitos com carne de avestruz. Com a preocupação com a saúde que temos hoje em dia, já se sabe que eles não são a melhor forma de consumir proteína animal; mas quem vai se dispor a abandonar uma tradição de milhares de anos?

 

“Quanto menos as pessoas souberem como são produzidas as salsichas e as leis, melhor elas dormem!” (Otto von Bismarck, chanceler do império alemão entre 1871 e 1890)

Imagem: freeimages.com/Yucel Tellici



                                                                                                               Publicidade
Informações do Autor

Bruna Borgheti

Jornalista formada pelo Bom Jesus/Ielusc, de Joinville-SC, é acadêmica do curso de Letras da UniCesumar. À frente da redação das publicações do Grupo Dom7, faz a edição e curadoria de conteúdo do site e já teve suas aventuras pelo mundo corporativo, mas gosta mesmo é de um documento de Word em branco.
Tem sugestões pra dar? É ela que você está procurando. Entre em contato pelo [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *