Expedição Oriente: WEG participou da viagem de volta ao mundo

Foram 812 dias em alto mar, mais de 30 países percorridos, sol, vento, tempestades e muitos momentos de céu azul. A Expedição Oriente, mais recente aventura da Família Schürmann, aconteceu a bordo do veleiro Kat e, nele, oito navegadores percorreram um total de 30 mil milhas náuticas – entre mais de 40 trechos marítimos – visitando de locais inóspitos, como a Antártica, à populosa China.

A viagem, que cruzou cinco continentes, começou em Itajaí, em Santa Catarina, passando por países como Argentina, Chile e Uruguai, na América do Sul. Também visitou a Austrália, Nova Zelândia e Papua Nova Guiné, na Oceania, a China, Indonésia, Japão e Vietnã, na Ásia, e África do Sul e Maurício, na África. Além de ainda incluir uma passagem pela Antártica e dezenas de outras localidades.

A jaraguaense WEG fez parte de todo o processo

Primeira família brasileira a dar a volta ao mundo em um veleiro, os Schürmann atribuem parte do sucesso de suas viagens ao planejamento. Essa última expedição, por exemplo, envolveu cinco anos de pesquisa e preparação. A preocupação com cada detalhe do veleiro é uma constante para a tripulação e a garantia de uma viagem tranquila.

Dentro desse contexto, a WEG sempre se fez presente nas aventuras da família desbravadora. A empresa catarinense, com sede em Jaraguá do Sul, Norte do Estado, foi uma das fornecedoras oficiais da Expedição Oriente. Produtos voltados ao segmento náutico, assinados pela WEG, como primers, intermediários, acabamentos e tintas especiais foram utilizados. “Ainda na construção da embarcação, os técnicos da WEG fizeram uma análise para saber quais seriam as tintas mais apropriadas. Todo processo de pintura foi acompanhado de perto, procedimento fundamental para que tivéssemos os melhores resultados”, afirma Vilfredo Schürmann.

Tecnologia, durabilidade e resistência durante a Expedição Oriente

Os fornecimentos WEG foram realizados nas cidades de Itajaí, e no Guarujá, em São Paulo. Os produtos, que se destacam pela alta tecnologia aplicada, garantiram durabilidade e resistência ao revestimento do veleiro. “Navegamos ao redor do mundo por dois anos e três meses. Durante a aventura, passamos por locais com temperaturas extremas, como as Antártica, Ilha de Bornéu e linha do Equador. Depois de enfrentarmos temperaturas que variaram entre 15 graus abaixo de zero e de mais de 40 graus, a pintura do Kat continua em perfeitas condições”, destaca. Por outro lado, os itens são capazes de diminuir a necessidade de manutenção, otimizando o tempo, reduzindo as paradas, e, dessa forma, agregando produtividade ao projeto.

Com 80 pés de comprimento e 6,65 metros de largura, quilha retrátil de 18,5 toneladas e peso total de cerca de 67 toneladas, o veleiro Kat, projetado e construído especialmente para a Expedição Oriente, conta com sete cabines e tecnologia de ponta. Princípios de sustentabilidade também foram aplicados ao projeto. Com a participação em mais essa iniciativa, os produtos WEG ganham credibilidade e exposição no mercado náutico global.

A expedição teve início em setembro de 2014 e foi concluída em dezembro de 2016.

Texto: Entrelinhas Comunica
Imagem: Reprodução/Prefeitura de Itajaí

Informações do Autor

Bruna Borgheti

Jornalista formada pelo Bom Jesus/Ielusc, de Joinville-SC, é acadêmica do curso de Letras da UniCesumar. À frente da redação das publicações do Grupo Dom7, faz a edição e curadoria de conteúdo do site e já teve suas aventuras pelo mundo corporativo, mas gosta mesmo é de um documento de Word em branco. Tem sugestões pra dar? É ela que você está procurando. Entre em contato pelo [email protected]

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *